Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
27/01/21 às 10h47 - Atualizado em 27/01/21 às 10h52

Viaduto do Riacho Fundo mais próximo da realidade

 

Obra será na EPNB, no acesso à Área de Desenvolvimento Econômico, ao custo de R$ 16 milhões, e vai beneficiar 100 mil motoristas por dia

 

AGÊNCIA BRASÍLIA*

 

O Departamento de Estradas de Rodagem do Distrito Federal (DER-DF) publicou nesta terça-feira (26), no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF), o aviso de licitação da concorrência nº002/2020, que escolherá a empresa que vai construir o viaduto do Riacho Fundo, ao custo de aproximadamente R$ 16 milhões.

 

A abertura dos envelopes com as propostas das empresas participantes será no dia 5 de março deste ano , às 10h, na sede do Departamento.

 

A fase seguinte marcará a abertura das propostas de preço, que será analisada pela Comissão Julgadora Permanente (CJP). Posteriormente serão divulgadas as empresas habilitadas a participarem da concorrência, seguida pela escolha da vencedora do certame.

 

A etapa final será a assinatura do contrato e na sequência a assinatura da ordem de serviço, para início imediato dos trabalhos. Todo este trâmite leva aproximadamente 60 dias. Iniciados os serviços, a previsão de execução da obra é de 365 dias.

 

Planejamento

 

A obra de arte especial será construída na Estrada Parque Núcleo Bandeirante (EPNB/ DF-075), no acesso ao Riacho Fundo e à Área de Desenvolvimento Econômico (ADE) de Águas Claras. O local escolhido para a construção do viaduto é uma importante rota de entrada e saída de Brasília pela BR-060.

Alívio para os motoristas

 

No local onde será construído o elevado, hoje existe uma rotatória que causa grande congestionamento na região. Devido ao grande número de acidentes e as entradas e saídas das cidades, ali existem duas barreiras eletrônicas com velocidade de 40 km/h nos dois sentidos da via, que forçam os veículos a reduzirem consideravelmente a velocidade ao se aproximarem do balão.

 

A construção do viaduto vai acabar com esse problema, beneficiando aproximadamente 100 mil condutores que trafegam diariamente por aquele trecho.

 

“Quando concluirmos esta obra o trânsito desta região vai ter maior fluidez, principalmente nos horários de pico, com a eliminação do gargalo que faz com que o tráfego de veículos fique mais lento,” afirmou o diretor-geral do DER-DF, Fauzi Nacfur Júnior.

 

O operador de telemarketing, Darlan Gonzaga, de 43 anos, morador do Riacho Fundo II, aguarda com ansiedade o dia em que trafegará pela DF-075 com tranquilidade e sem precisar parar na rotatória. “A EPNB é uma rodovia muito importante, por onde passam muitos carros e a construção desse viaduto vai desafogar muito o trânsito. E só de pensar em não parar mais nesse balão será ótimo”, comemorou.