Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
26/07/13 às 21h11 - Atualizado em 26/07/13 às 21h11

Itapoã e Paranoá recebem novos ônibus

A partir desta segunda-feira (29), os primeiros coletivos da Viação Pioneira começam a circular no Itapoã e Paranoá – serão 30 veículos zero quilômetro que irão operar em sete linhas e fazer 503 viagens por dia.

“Essa é a terceira etapa da entrega dos novos ônibus, agora com a Viação Pioneira, ganhadora da licitação para atuar na bacia 2. Serão veículos com total acessibilidade e com mais conforto para os usuários do transporte público”, destacou o diretor-geral do DFTrans, Marco Antonio Campanella.

A Viação Pioneira, neste primeiro momento, irá operar nas linhas que já circulam pelas duas cidades e têm com destino a área central de Brasília.

No total, as duas cidades vão receber, gradativamente, mais de 90 novos ônibus.

Gradativamente, as regiões do Jardim Botânico, Lago Sul, Candangolândia, Park Way, Santa Maria, São Sebastião e Gama receberão um total de 640 novos ônibus da empresa.

Até o final do ano, o Distrito Federal receberá aproximadamente 3 mil ônibus novos e terá uma frota totalmente renovada.

Características dos veículos

Os carros da Viação Pioneira têm a cor amarela e são equipados com bancos estofados, motores menos poluentes, itinerários eletrônicos, vidros fumê (para diminuir a incidência de luz solar), entre outros itens.

Também possuem rampas e elevadores para garantir acessibilidade para pessoas que utilizam cadeiras de rodas ou tenham dificuldades de locomoção, além de lugares especiais em assentos e espaços adaptados às suas necessidades.

Nova Integração

Um novo modelo de integração já começou a funcionar com os ônibus novos que estão entrando no sistema.

E os usuários de transporte público do Itapoã e do Paranoá também poderão usufruir dessa facilidade, pois os novos veículos integram com os ônibus da TCB, com os novos ônibus de outras regiões e com o metrô.

“O cidadão pode pegar um ônibus no Itapoã e ir até a Rodoviária do Plano Piloto. Em seguida, entra no metrô e segue até Ceilândia. Assim, consegue ir do Itapoã à Ceilândia pagando o valor de uma só passagem”, explica o diretor-técnico do DFTrans, Lúcio Lima.

Outras empresas

Até outubro, outras duas empresas passarão a operar no DF: HP-ITA e Marechal, nas bacias 3 e 4, respectivamente.

E a Piracicabana – vencedora da bacia 1 – colocará, até dezembro, outros novos ônibus em circulação, o que representará uma renovação total da frota do DF – ficando de fora apenas os micro-ônibus das cooperativas que possuem contratos vigentes com o DFTrans.

No dia 28 de junho, os primeiros ônibus novos começaram a circular.

A primeira localidade a receber os veículos foi a cidade Estrutural, onde 50 coletivos da empresa São José já operam em 12 linhas.

Em seguida, no dia 13 de julho, as regiões de Ceilândia, Recanto das Emas, Riacho Fundo II, Taguatinga e Vicente Pires também receberam 66 novos carros que atuam em 25 linhas.

Todas as linhas já realizam integração com o metrô, com veículos da TCB e com os novos coletivos.

Linhas onde os novos veículos da Pioneira vão operar (a consulta dos horários e itinerários pode ser feita aqui)

100.2 – Paranoá/Rodoviária do Plano Piloto (L2 Sul)

0.759 – Itapoã (água de coco)/W3 Norte (Rodoviária do Plano Piloto)

759.1 – Paranoá – Itapoã (DF – 005)/ W3 Norte (Rodoviária do Plano Piloto)

0.761 – Paranoá/Rodoviária do Plano Piloto (Ponte JK)

761.1 – Cond. La Font-N. Horizonte/Paranoá (Av. Paranoá)/Rodoviária Plano Piloto (Ponte JK)

0.762 – Paranoá (Condomínio Del Lago)/Eixo Norte (Rodoviária do Plano Piloto)

0.764 – Paranoá (Condomínio Del Lago)/Rodoviária do Plano Piloto (Ponte JK)

Principais Diferenciais da Nova Frota

Motor Euro-5 , com emissão quase zero de poluentes (particulados), tecnologia Bluetec 5;

Óleo Diesel S-10, que emite menos enxofre;

Torque alto em baixas rotações, o que diminui o ruído do motor;

4 itinerários eletrônicos, facilitando informações aos passageiros;

Bancos estofados e anatômicos com encosto para a cabeça;

Piso de Taraflex, como os ônibus rodoviários (mais conforto e menos ruído);

Vidros fumê, diminuindo a incidência de luz solar;

Botoeiras de campainha mais baixas, no balaústre com sistema wireless, facilitando a utilização;

Portas elétricas mais silenciosas, com sistema de anti-esmagamento e que impedem a movimentação do ônibus quando abertas;

Sistema de monitoração georreferenciada da frota via GPS, possibilitando melhor acompanhamento e intervenção da operação;

Acessibilidade em 100% da frota, com elevadores automáticos de última geração.