Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
18/06/18 às 17h59 - Atualizado em 7/11/18 às 17h28

Deck Sul recebe estação de bicicletas compartilhadas para crianças

O Parque dos Pioneiros Cláudio Sant’Anna (Deck Sul) recebeu, na manhã deste domingo (17), a primeira estação de bicicletas compartilhadas que oferece modelos para crianças.

 

Segundo a Secretaria de Mobilidade, a ideia é, com uma forma de diversão sustentável e não poluente, incentivar desde cedo bons hábitos em relação ao meio ambiente.Deck Sul Kids — também chamada de Estação da Família — tem dois pontos, com dez bikes para adultos e dez infantis.

 

Presente no lançamento, o governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, disse que a novidade faz parte do planejamento da pasta para levar o sistema a outras regiões do Distrito Federal.

 

“É muito agradável para a família vir aqui, para o pai, a mãe e o filho pegarem uma bicicleta e saírem passeando neste local tão bonito que é a orla do Lago Paranoá”, destacou.

 

Como usar as bicicletas compartilhadas da Deck Sul Kids

 

Quem já tem cadastro não precisará fazer um novo. No site ou no aplicativo do programa, é possível escolher entre o plano anual (R$ 10), mensal (R$ 6) ou diário (R$ 3).

 

Para retirar a bicicleta, o interessado precisa baixar o aplicativo no próprio smartphone. A bicicleta para adultos pode ser devolvida em qualquer estação. Já a para crianças, apenas no Deck Sul.

 

Uma lista completa com todos os pontos onde há bicicletas compartilhadas está disponível no site do programa e no aplicativo. Neles também é possível checar quantas bikes estão desocupadas.

 

A estação inaugurada hoje faz parte do programa +Bike, lançado em 2017. O objetivo é aumentar a segurança e o conforto de quem deseja usar a bicicleta para se deslocar com ampliação das possibilidades para os ciclistas e com a construção de uma rede cicloviária contínua e integrada ao sistema de transporte coletivo.

 

Além disso, visa incentivar o lazer, levar fluidez ao trânsito, proporcionar saúde e reduzir a poluição do meio ambiente.

 

Para o secretário de Mobilidade, Fábio Damasceno, a integração com o transporte público e a localização foram essenciais para o sucesso do projeto. “São 150 mil viagens por mês. Transformamos a bicicleta em transporte no DF”, comemorou.

 

O Distrito Federal conta agora com 48 pontos de compartilhamento espalhados pelo Plano Piloto e um total de 480 bicicletas.

 

Desde a criação, já foram mais de 1 milhão de viagens, e cerca de 180 mil pessoas estão cadastradas no sistema.