Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
2/09/13 às 22h01 - Atualizado em 2/09/13 às 22h01

Rodoviários começam curso de idiomas

COMPARTILHAR

As primeiras turmas de rodoviários que se inscreveram no curso de línguas estrangeiras oferecido pelo Instituto Federal de Brasília (IFB) começaram as aulas nesta segunda-feira (2).

“Gradativamente, as turmas vão iniciar. Neste primeiro momento, começam as aulas para aqueles que vão cursar a língua inglesa. Em algumas semanas, será para aqueles que optaram pelo dialeto espanhol”, explica o diretor-geral do Transporte Urbano do Distrito Federal (DFTrans), Marco Antonio Campanella.

O curso – resultado de uma parceria entre o DFTrans, a Secretaria e o Ministério do Turismo, por meio do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) – tem duração de 205 horas e é reconhecido pelo Ministério da Educação.  

Mais de 350 motoristas e cobradores fizeram gratuitamente a inscrição pelo site do DFTrans durante o mês de agosto. Desses, 120 foram matriculados e cerca de 30 participantes aguardam a matrícula no curso de espanhol.

“Quase todos os dias, temos contato com estrangeiros, e a maior parte deles fala inglês”, relata José Alfredo de Assis, motorista da linha executiva da TCB que faz trajeto entre o Aeroporto JK e a região central de Brasília.

Assis se matriculou na turma de língua inglesa que vai começar na sexta-feira (6), à tarde. “Espero melhorar a comunicação para poder entender e falar com os turistas, e não ficar somente nos cumprimentos e ‘bom dia’ ou ‘boa tarde”, brinca.  

Copa do Mundo – O objetivo do curso de línguas é melhorar o atendimento aos turistas na Copa do Mundo, que acontece no ano que vem. Durante o evento, esses rodoviários vão atuar em linhas especiais.

“O serviço será direcionado para atendimento do público que vem de fora. Ou seja, eles vão ser lotados naqueles veículos que atendem aos turistas estrangeiros”, destaca o diretor-técnico do DFTrans, Lúcio Lima.

As aulas, ministradas nos campi do IFB da 610 Norte e de Taguatinga, acontecem de segunda a sexta-feira com duração de (quase) quatro horas diárias – pela manhã (8h as 11h40), tarde (14h as 17h40) ou noite (19h as 22h40). A previsão é que as primeiras turmas se formem no início de dezembro.

“Está em negociação um número maior de vagas para o início do próximo ano. A expectativa é que sejam ofertadas mais 500 oportunidades”, adianta Campanella.