Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
9/05/19 às 18h58 - Atualizado em 9/05/19 às 18h58

Transporte sustentável, uma questão de respeito à vida

COMPARTILHAR

Seminário na embaixada de Portugal teve como tema central a mobilidade urbana e a descarbonização das cidades, discussões fundamentais para o meio ambiente

 

Com o mundo cada vez mais voltado para o tema da mobilidade urbana sustentável, o governo do Distrito Federal marcou presença no debate, ao participar, nesta quinta-feira (8), na embaixada de Portugal, do seminário internacional “Transportes, Mobilidade Urbana e Descarbonização das Cidades”. O objetivo do encontro foi incentivar a conscientização sobre o tema e debater e a necessidade de criar novas fontes de energia que poluem menos o sistema, minimizando os problemas causados pelo efeito estufa. Uma das alternativas apresentadas é a circulação, nos grandes centros urbanos, de veículos elétricos, 100% limpos.

 

Tal solução foi demostrada na prática, com dois ônibus da empresa Piracicabana que, equipados com essa tecnologia, transportaram estudantes universitários brasilienses para o evento. Durante o passeio, a bordo dos veículos fabricados na China, os alunos assistiram a uma apresentação sobre novas matrizes energéticas nos transportes coletivos e o impacto positivo para o meio ambiente.

 

“É muito diferente do ônibus convencional, é bem silencioso, a gente nem sente o motor”, constatou Pamela Aguiar, estudante do sétimo semestre do curso de engenharia civil do Iesb. “Participar de eventos sobre esse tema tão necessário é importante, pena que é pouco divulgado; grande parte das pessoas nem sabe que existe transportes que não poluem”, emenda Jéssica Galbino, aluna do oitavo semestre do mesmo curso.

 

Agenda

O evento faz parte da agenda estabelecida entre o Brasil e Portugal a partir da Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas. Palestras, exibição de vídeos e dados estatísticos foram apresentados ao longo de toda manhã na embaixada lusitana, com a participação de especialistas do assunto dos governos brasileiro e português. Anfitrião do encontro, o embaixador de Portugal, Jorge Dias Cabral, destacou a relevância de atuar na questão ambiental.

 

“A importância do evento é criar a consciência de que a emissão de gases é responsável por muitos efeitos nefastos e que temos que combatê-los já, do contrário, quem vai pagar são as gerações futuras”, ressaltou o diplomata português. “Temos diversas áreas de cooperações com o Brasil nesse tema específico. Há muito que possa ser feito, e a hora é agora”.

 

Desde 2015, Portugal tem colocado em prática expressiva política de mobilidade urbana, apostando em campanhas de conscientização e implantação de transportes urbanos elétricos. Décimo país europeu a adotar essa tecnologia, Portugal tem uma frota de oito veículos elétricos circulando na cidade de Coimbra. A meta do governo português é atingir a neutralidade carbônica até o ano de 2050. Para o secretário de Transportes e Mobilidade do Distrito Federal, Valter Casimiro, esse um exemplo a ser seguido também em Brasília.


A questão da mobilidade em todas as cidades hoje é um tema importantíssimo, ainda mais atrelado à questão do meio ambienteValter Casimiro, secretário de Transportes e Mobilidade do DF


“A questão da mobilidade em todas as cidades hoje é um tema importantíssimo, ainda mais atrelado à questão do meio ambiente”, defende o secretário. “Vimos aqui representantes de Portugal apresentando suas metas e acho é um exemplo a ser seguido. As grandes cidades precisam buscar essa eficiência. A ideia é colocarmos esse tema, a questão das metas, nos próximos editais de planejamento do GDF e substituir nossa frota por  ônibus que produzam uma eficiência energética, diminuindo a emissão de gases no DF”.

 

Atualmente, dois ônibus elétricos da Piracicabana circulam por Brasília, fazendo as linhas 110 e 109, sentido UnB e Esplanada.