Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
12/03/20 às 8h30 - Atualizado em 12/03/20 às 10h20

Propostas para implantar o VLT serão apresentadas em audiência pública

COMPARTILHAR

Encontro acontece no dia 27/3, às 10h, no auditório da sede do DER

 

Os estudos para implantação do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) serão apresentados no dia 27 de março em audiência pública, que acontecerá no auditório da sede do Departamento de Estradas de Rodagem do Distrito Federal (DER/DF), às 10h. Podem participar futuros usuários, potenciais licitantes e demais interessados. O aviso que traz detalhes da consulta e da audiência públicas está publicado na edição desta quinta-feira (12) do DODF.

 

Os documentos que serão apresentados na audiência – como os estudos de modelagem técnica, econômico-financeira e jurídica, minutas do edital de licitação e do contrato, além de planilha detalhada da modelagem financeira – podem ser acessados no site da Secretaria de Transporte e Mobilidade (Semob), por meio do www.semob.df.gov.br

 

As contribuições escritas relacionadas à implantação do VLT podem ser enviadas entre os dias 12 de março e 13 de abril por meio do email: consultavlt@semob.df.gov.br; no protocolo da Semob localizado na Estação Ferroviária e por via postal. Também há a possibilidade de entregá-las durante a audiência pública.

 

Após a audiência, as propostas serão submetidas ao Tribunal de Contas do Distrito Federal (TCDF) e, em seguida, divulgado o edital de licitação do empreendimento, que será por meio de Parceria Público-Privada.

 

A implantação do Veículo Leve sobre Trilhos na W3 prevê a ligação entre os terminais Asa Sul, Asa Norte e aeroporto com extensão de 22km. A nova tecnologia irá integrar ao metrô, BRT Sul e ao BRT Oeste.

 

Existe, ainda, a previsão de implantar um sistema de calçadas e ciclovias na Asa Sul e na Asa Norte que irá facilitar os deslocamentos de pedestres e ciclistas.

Os investimentos são estimados entre R$ 2 bilhões, incluindo obras, material rodante, sistema de energia e sinalização. O VLT terá capacidade para transportar cerca de 200 mil passageiros por dia.

 

PMI

 

Cinco empresas foram selecionadas para desenvolver o estudo de viabilidade do VLT, por meio de Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI), que tem como objetivo permitir que particulares apresentem projetos e estudos para auxiliar o governo a modelar suas licitações.

 

Para realizar a avaliação e seleção dos estudos de viabilidade, a Semob criou uma comissão técnica, que selecionou o estudo do grupo de empresas BF Capital Assessoria em Operações Financeiras, Serveng Civilsan Empresas Associadas de Engenharia, T’Trans Sistemas de Transportes e Viação Piracicabana para servir de parâmetro para a licitação.

 

Técnicos da Semob realizaram ajustes e complementações ao estudo selecionado, que originaram as propostas que serão apresentadas na audiência pública do dia 27/3.