Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
2/10/20 às 11h33 - Atualizado em 2/10/20 às 11h33

GDF recebe demandas de taxistas

COMPARTILHAR

Na posse da diretoria do sindicato, governo ouve pedidos da categoria e anuncia capacitação

 

 

Com um discurso de agradecimento e um projeto de recuperação em prol da categoria, a nova diretoria do Sindicato dos Permissionários de Táxis e Motoristas Auxiliares do DF (Sinpetaxi), tomou posse na manhã desta quinta-feira (1º), no ponto de apoio próximo ao aeroporto. Dentre os pedidos feitos pelo presidente reeleito da entidade, Suéd Silvio, um pedido de socorro: “Este governo nos ajudou a parar de cair, agora precisamos de ajuda para voltarmos a crescer”, destacou.

 

Suéd lembrou que a categoria já contou com cerca de 8 mil taxistas no passado e que, com a falta de apoio de gestões anteriores, chegaram a apenas 3 mil em 2018. “Hoje estamos nos recuperando, já saltamos para 3,4 mil taxistas, mas queremos voltar a ser o que éramos antes”, disse. Suéd também reconheceu a presença dos dirigentes do GDF: “Nunca houve um governo que entendesse os pleitos dos taxistas como esse. Em 2016, não veio nenhum representante. Já agora, em 2020, temos aqui o vice-governador, a Secretária de Turismo, o Secretário de Mobilidade”, ponderou.

 

O vice-governador Paco Britto disse que o governo vem atendendo o setor e lembrou da entrega da estrutura do ponto de apoio no aeroporto, em março deste ano.  “Vamos trabalhar muito mais para vocês, que transportam não apenas as pessoas do DF, mas também quem chega de fora”, frisou. “Estou aqui para ouvir, porque é assim que um governo deve agir: ouvir a demanda da população para, então, definir as ações de governo. Esta é a determinação do governador Ibaneis Rocha”, completou.

 

O presidente do Sinpetáxi elencou as necessidades dos taxistas, entre elas, a criação de um  aplicativo para o usuário, a liberação da faixa do BRT para que eles também possam usá-la, a revitalização dos pontos de táxi da cidade e a ampliação da fiscalização contra os transportes piratas. De acordo com secretário de Transporte e Mobilidade, Valter Casimiro, a pasta está empenhada em atender, dentro das possibilidades, as demandas da categoria. Afirmou que a possibilidade do uso da faixa do BRT pelos taxistas é uma das propostas que já está em estudo por parte do governo. Sobre o aplicativo, o subsecretário de Serviços da Secretaria de Transporte e Mobilidade (Semob), adiantou que o GDF já elabora um estudo para novos moldes de um aplicativo eficaz para o DF.

 

Qualificação

A Secretária de Turismo, Vanessa Mendonça, prestigiou a cerimônia e anunciou que a Setur vai lançar, em novembro, uma ferramenta de capacitação direcionada aos profissionais do segmento de transporte, que são os primeiros a receber os turistas que chegam pelo aeroporto, a mais importante porta de entrada da capital federal. A ideia é qualificar os motoristas de táxi para que eles possam ser agentes de promoção de Brasília como destino turístico, com atrativos que vão muito além da sede do poder político do país.

 

A pasta vai lançar em novembro uma plataforma digital para capacitar os taxistas como parceiros do turismo. O curso, que poderá ser acessado também por dispositivos móveis, traz informações e curiosidades sobre a história de Brasília, como quem foi o urbanista Lúcio Costa, responsável pelo formato de avião da cidade, ou Oscar Niemeyer, o mestre da arquitetura que colocou Brasília como uma das cidades mais modernas no mundo.

 

O conteúdo será aplicado em módulos e terá a duração de 30 dias. A expectativa é que após o lançamento, com apoio de instituições parceiras, sejam oferecidas também aulas de idiomas.