Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
22/12/15 às 20h11 - Atualizado em 7/11/18 às 16h43

Gama ganha novo terminal rodoviário

COMPARTILHAR

Estação no Setor Sul fará conexão com várias regiões administrativas de Brasília

Os moradores do Gama contam agora com um mais um local próprio para embarque e desembarque de passageiros de ônibus. Na tarde desta terça-feira (22), foi inaugurado o terminal rodoviário do Setor Sul da região administrativa. A estrutura foi planejada para atender 50 mil usuários de ônibus da região e, além de oferecer uma nova opção de mobilidade, para aliviar o fluxo de pessoas na rodoviária central do Gama e no terminal de integração do Expresso Sul, na saída para a BR-040.

O terminal está programado para ter 43 linhas, operadas por cinco empresas, mas iniciará com cerca de 30. O Transporte Urbano do Distrito Federal (DFTrans) executa até fevereiro de 2016 o planejamento da alocação das rotas no espaço disponível.

A estação conta com dez pontos de embarque e desembarque para os 168 ônibus que lá circularão diariamente. Há ainda 50 vagas de estacionamento para automóveis particulares e lanchonete, banheiros com acessibilidade e bicicletário. Funcionários do DFTrans, da administração do terminal e das operadoras terão quatro salas administrativas para trabalhar e uma exclusiva para descanso e refeições.

Compromisso

“Esse terminal, além de garantir conforto à população do Gama, é parte de nosso compromisso com a mobilidade urbana”, ressaltou o governador de Brasilia, Rodrigo Rollemberg, durante solenidade de inauguração do terminal, antes de descerrar a placa.

O secretário de Mobilidade, Marcos Dantas, reforçou a satisfação de compartilhar o momento com os cidadãos da região. “Temos construído uma nova relação com a comunidade”, resumiu. “Essa obra é resultado concreto de mais uma realização.” A administradora do Gama, Maria Antônia Rodrigues Magalhães, agradeceu ao governador pela iniciativa e disse que ela é um sonho realizado, principalmente para os moradores do Setor Sul.

Do novo terminal, as linhas seguem para: Águas Claras, Cruzeiro, Engenho das Lages, Gama, Guará, Lago Sul, Núcleo Rural Casa Grande, Núcleo Rural Tamanduá, Núcleo Rural Tororó, Paranoá, Ponte Alta de Cima, Plano Piloto, Setor de Armazenagem e Abastecimento Norte (Saan), Samambaia, Santa Maria, Setor de Indústria e Abastecimento (SIA) e Taguatinga.

Custo

O Terminal Rodoviário do Gama custou R$ R$ 6.343.563,68, recurso proveniente dos R$ 33 milhões de contrato firmado em 2008 com o Banco Interamericano de Desenvolvimento para a execução do Plano de Transporte Urbano de Brasília. Esse é o quarto entregue neste ano à população de Brasília. Sobradinho II, Riacho Fundo II e Ceilândia receberam estruturas semelhantes em junho, julho e outubro, respectivamente.

Outros 13 terminais, atualmente em obras, têm previsão de entrega em 2016. Quatro deles estão sendo construídos, dois no Recanto das Emas e dois em Samambaia. Além desses, nove passam por reforma: Cruzeiro Novo, Guará I e II, M Norte, Núcleo Bandeirante, Paranoá, Planaltina, P Sul e Taguatinga Sul.

Também participaram da solenidade o diretor-geral do DFTrans, Léo Carlos Cruz, o administrador regional de Santa Maria, Nery do Brasil, o diretor da Sociedade de Transportes Coletivos de Brasília (TCB) Manoel Alexandre e os deputados distritais Lira (PHS), Roosevelt Vilela (PSB) e Rodrigo Delmasso (PTN).