Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
20/03/15 às 14h45 - Atualizado em 7/11/18 às 16h04

Fim da catraca livre do Expresso DF

COMPARTILHAR

Cobrança começa no dia 28 de março. O valor da passagem das linhas do Expresso DF voltará à tarifa normal de R$ 3

(Brasília, 19/3/2015) – Com 30 km de via exclusivas, o Sistema de Transporte de Passageiros Eixo Sul (Expresso DF) liga o Gama, Park Way e Santa Maria à Rodoviária do Plano Piloto, e atende aproximadamente 270 mil pessoas diariamente – cerca de 11% da população do Distrito Federal.

O sistema é composto por linhas Expressas e Paradoras. Ambas vão, em grande parte do percurso, pelos corredores exclusivos. A diferença é que, para chegar à Rodoviária, os ônibus das linhas Paradoras vão deixando e pegando passageiros pelo Eixinho Sul (Leste e Oeste) e também, pelo corredor exclusivo do Expresso DF, nos terminais do Park Way, CAUB, Periquito e Santos Dumont. Já os veículos das linhas Expressas só param nos terminais expressos do Gama, de Santa Maria e do Park Way e transitam pelo Eixão (veja tabela).

A Secretaria de Mobilidade (SEMOB), numa ação conjunta com o Transporte Urbano do Distrito Federal (DFTrans), está trabalhando para melhorar ainda mais o sistema de transportes do Gama e de Santa Maria. Em breve, as linhas Paradoras do Expresso DF, com destino à Rodoviária do Plano Piloto terão os percursos estendidos: sairão da Rodoviária do Gama (no Setor Central) e do Terminal da Quadra 401, em Santa Maria (na Avenida Alagados). Esta é mais uma opção para quem mora longe dos Terminais do Expresso DF nas duas cidades.

Além dessas melhorias, a partir do dia 28 de março (sábado), o valor da passagem das linhas do Expresso DF voltará à tarifa normal de R$ 3 (três reais), como na operação anterior. Como essas linhas são de integração, o usuário pagará apenas uma passagem para ir do Gama ou de Santa Maria para o Plano Piloto ou para voltar para uma das duas cidades. O uso dos cartões de bilhetagem automática (Cidadão, Vale-transporte, Bilhete-único, Estudantil e Sênior) será obrigatório para utilizar essas linhas.

COMO VAI FUNCIONAR A COBRANÇA NO DF:

Trajeto Santa Maria e Gama para o Plano Piloto – Nesse trajeto o usuário tem duas opções: linha expressa e linha paradora.

LINHA EXPRESSA – Não há validador de cartões, a cobrança é feita na entrada dos terminais.

LINHAS PARADORAS – A tarifa é paga dentro do ônibus, direto no validador da catraca. É obrigatório o uso do cartão.

NA LINHA EXPRESSA – A cobrança de R$ 3 será feita na Rodoviária do Plano Piloto, estações do Park Way, terminais da Santa Maria e Gama. Já que uma das características do Expresso DF é não haver cobrança de tarifa dentro do veículo para reduzir o tempo do embarque e desembarque, os ônibus da linha expressa não têm cobrador.

LINHAS PARADORAS – Elas serão estendidas. Essas linhas, que antes saíam dos terminais do Expresso DF de Santa Maria e do Gama, em breve partirão também dos terminais rodoviários das duas cidades. Em Santa Maria vai sair do Terminal Sul e no Gama da Rodoviária Central. Na paradora há cobrança somente em cartão dentro do veículo. O usuário que embarca no Terminal Sul de Santa Maria, e segue para a o Plano Piloto, entra na linha paradora, valida o cartão (R$ 3) e quando passar pelo terminal do Expresso Sul de Santa Maria não vai precisar trocar de ônibus, porque esse veículo vai até a Rodoviária do Plano Piloto, parando pelas estações do CAUB, Periquito, Santos Dumont e Park Way.

Trajeto Gama e Santa Maria para o terminal do Expresso DF:

Para os usuários que moram longe do terminal do Expresso DF do Gama ou de Santa Maria a opção é continuar utilizando uma das linhas alimentadoras que já operam na região. São 6 linhas que circulam no Gama e 6 em Santa Maria. Nesses veículos já há a cobrança. A diferença agora é que a tarifa será de R$ 3 e quando o ônibus parar no terminal do Expresso o passageiro faz a integração sem precisar pagar novamente a passagem.

Trajeto Plano Piloto para Santa Maria e Gama:

No trajeto da volta para as cidades o usuário também tem as duas opções de linhas: Expressa e Paradora.

LINHA PARADORA – Fica na plataforma superior da Rodoviária do Plano Piloto. O usuário valida o cartão dentro do ônibus. Essa linha para no eixinho sul oeste, passa pelo terminal do Expresso DF do Park Way e depois segue pelo corredor exclusivo. Nessa linha, em vez do veículo finalizar a rota nos terminais do Expresso do Gama ou de Santa Maria, ele segue até a Rodoviária Central do Gama ou o Terminal Sul de Santa Maria.

LINHA EXPRESSA – Fica na plataforma inferior da Rodoviária do Plano Piloto. Agora a cobrança será feita antes de o usuário embarcar, já que dentro do veículo não há cobrança. Essa linha é direta – só para nos terminais do Expresso Sul. O trajeto é feito pelo corredor exclusivo e o tempo de viagem diminui em até 30%.

INTEGRAÇÃO

Em todo o trajeto do Expresso DF, se o usuário sair do terminal e for utilizar o transporte coletivo, ele terá duas horas para fazer a integração sem cobrança de outra tarifa.

DADOS SOBRE O EXPRESSO DF

O Sistema de Transporte de Passageiros Eixo Sul (EXPRESSO SUL) liga o Gama e Santa Maria ao Plano Piloto. O corredor exclusivo Eixo Sul faz parte do Plano Diretor de Transporte Urbano do Distrito Federal e Entorno (PDTU). O corredor atende uma população diária aproximada de 270 mil pessoas – cerca de 11% da população do DF. Com 30 km de via exclusiva, o Expresso DF é uma importante conexão entre as regiões administrativas de Santa Maria, Gama, Park Way e Plano Piloto.

O corredor conta com linhas de ônibus expressas (sem interrupções) e contará ainda com linhas com estações de embarque e desembarque, integradas ao Metrô do Distrito Federal na Estação Terminal Asa Sul. Os veículos se dividem em dois tipos: os articulados, que possuem capacidade para 130 pessoas e o padron (piso baixo) que transporta 90 usuários.