Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
27/03/13 às 17h15 - Atualizado em 27/03/13 às 17h15

Moradores da Candangolândia apresentam demandas

COMPARTILHAR

Os integrantes do Comitê de Transporte da Candangolândia apresentaram, nesta terça-feira (26), diversas demandas que serão encaminhadas ao Transporte Urbano do Distrito Federal (DFTrans). Linhas circulares na cidade e maior quantidade de veículos para a região central de Brasília, principalmente W3 Sul e Norte, foram algumas das solicitações.

Esse foi o segundo encontro do comitê, criado há duas semanas para levantar as demandas da população relacionadas ao transporte público local. As reuniões acontecem mensalmente, na sede da Administração Regional.

“O trajeto de ônibus até o Núcleo Bandeirante (a poucos quilômetros da cidade) pode demorar até uma hora e meia. O comitê deve trazer vários benefícios, pois demandas como essa vão ser formalizadas ao DFTrans, o que deve gerar um rápido retorno”, analisa João Chaves, representante da administração na reunião.

Para o aposentado José Vasconcelos, a principal solicitação é ampliar o trajeto das linhas que circulam pela região. “Tenho que fazer uma caminhada de 20 minutos, até a EPIA (Estrada Parque Indústria e Abastecimento) para pegar uma condução até Planaltina, onde mora minha filha”, conta.

Já Maria Cleusa, Fiscal Agropecuária, compareceu ao encontro para reclamar da ausência de veículos que vão direto para a W3 Norte. “Às vezes, chego tarde ao trabalho por conta desse problema. Espero que a demanda seja atendida”, aposta.

Criados pela Lei Distrital nº 239, de 1992, os Comitês de Transporte Coletivo ampliam a participação dos moradores no planejamento e execução da política pública de transporte para as Regiões Administrativas do Distrito Federal. Os grupos são formados por moradores escolhidos por entidades representativas – estudantes, portadores de necessidades especiais, comerciantes etc. – de cada região.