Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
8/11/17 às 15h09 - Atualizado em 19/08/20 às 16h44

Ciclomobilidade

COMPARTILHAR

Malha cicloviária do Distrito Federal

 

• Possui 553,95 km de extensão

• É a maior malha cicloviária do país

• Disponível em 28 Regiões Administrativas

 

Mapa cicloviário do DF

Malha cicloviária do DF por Região Administrativa

 

Planejamento de ciclovias

 

• Compete à Secretaria de Transporte e Mobilidade (Semob).

• Articulação feita com órgãos que realizam e/ou executam projetos de infraestrutura viária: DER/DF, Detran-DF, Novacap, Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Seduh) e Secretaria de Obras.

 

Implantação de ciclovias

 

→ Novacap: Implanta infraestrutura de ciclovias no DF

→ DER: Implanta infraestrutura de ciclovias em áreas de influência de rodovias do DF

 

Manutenção e reforma de ciclovias

 

→ Novacap: nas ciclovias do DF

→ DER: nas ciclovias sob área de influência de rodovias do DF

→ Detran: responsável pela sinalização das ciclovias do DF

 

Critérios utilizados para implantação de ciclovias

 

• Estudos técnicos elaborados pela Semob

• Demandas das Administrações Regionais e dos cidadãos (por meio da ouvidoria)

 

Espaços destinados à circulação de bicicletas (fotos)

 

Ciclovia: via segregada exclusiva para ciclistas.

Ciclofaixa: faixa exclusiva para ciclista na via.

Ciclorrota: via compartilhada por motoristas e ciclistas.

Rua compartilhada: via compartilhada por motoristas, ciclistas e pedestres.

Passeio compartilhado: calçada compartilhada por pedestres e ciclistas.

 

 

Plano de Mobilidade Ativa

 

O Plano de Mobilidade Ativa do Distrito Federal – PMA-DF/2020 é um instrumento de planejamento que visa orientar e coordenar as ações governamentais voltadas à Mobilidade a Pé e à Ciclomobilidade, tendo como foco:

 

→ Melhorar as infraestruturas de mobilidade para a população que se desloca a pé ou por bicicleta

→ Incentivar a migração dos usuários dos modos motorizados para os modos ativos de deslocamento

→ Melhorar e fomentar a integração entre os modos ativos e o transporte público coletivo

 

PMA-DF 2020 – caderno 1

PMA-DF 2020 – caderno 2

 

http://www.semob.df.gov.br/audiencias-publicas/

 

Planejamento de Ciclomobilidade

 

O PMA-DF/2020 propõe as seguintes etapas:

 

Curto prazo – 112,4 km (SODF/NOVACAP/DER/DETRAN)

– Finalizar projetos licitados/em obra

– Implantar projetos executivos existentes

 

Médio prazo – 172,7 km (SEMOB/SEDUH/DER/DETRAN/NOVACAP/SODF)

– Projetar e executar conexões da malha existente

– Concluir projetos em elaboração

– Atualizar projetos existentes não implantados com mais de 5 anos de elaboração

 

Longo prazo – 385,2 km (SEMOB/SEDUH/DER/DETRAN/NOVACAP/SODF)

– Expansão da malha a projetar com base na priorização multicritérios

 

Paraciclo/ Bicicletário

 

Paraciclo é um suporte físico para prender e guardar bicicletas. Pode ser instalado como parte do mobiliário urbano ou dentro de uma área delimitada, chamada de bicicletário.

 

– Termo de referência para a instalação de cerca de 534 paraciclos no Distrito Federal está em fase final. Ao todo, o PMA-DF/2020 prevê a instalação de três mil paraciclos em todo DF nos próximos anos.

 

– A implantação de paraciclos e bicicletários é priorizada em locais de grande circulação:   próximo a terminais de ônibus, escolas, praças e pontos comerciais e de lazer.

 

– Outros entes públicos (como a Seduh, a Novacap e as Administrações Regionais) e entes privados (como shoppings) também planejam e instalam paraciclos e bicicletários.

 

Bicicletas compartilhadas

 

– Projeto piloto de operacionalização de bicicletas compartilhadas foi implantado no Plano Piloto em maio de 2014.

 

– Em abril de 2020, após seis anos de serviço prestado, a empresa Serttel, operadora do programa +Bike, cancelou o contrato de cooperação com a Semob.  (Solicitação de reembolso e mais informações aqui)

 

– Edital concluído para o novo Sistema de Mobilidade Ativa Compartilhadas – SMAC. Será enviado para a Procuradoria Geral do DF para análise. Há previsão para que mais de uma empresa opere no DF, para expansão do serviço para outras RA`s e para facilitação da integração com o transporte público de passageiros.

 

Histórico – Ciclovias do DF

 

– A primeira ciclovia do DF foi construída pelo DER-DF em parceria com a Universidade de Brasília, em 26 de outubro de 2006. Fica na Rodovia DF-005, com extensão de 12,5 km, e liga o Lago Norte ao Varjão, seguindo até a subida do Paranoá;

 

– As demais ciclovias foram sendo construídas em sequência , também pelo DER/DF, como a ciclovia do Itapoã (6,5 km de extensão), a ciclovia que liga São Sebastião ao Jardim Botânico (12,5 km) e a ciclovia de Samambaia (7,5 km), que faz a integração com as estações do Metrô;

 

– Em 2009, a Novacap emitiu ordens de serviço para construir 301 km de ciclovias, em diversas regiões administrativas;

 

– Em 2010, havia um total de 242,57 km de ciclovias no DF; em 2015, 337,37 km e em 2016, 420 km;

 

– Em 2017, quando haviam 442 km de ciclovias no DF, foi lançado o Plano +BIKE, ampliando as possibilidades de deslocamento para os ciclistas, com a construção de uma rede cicloviária contínua e integrada ao sistema de transporte coletivo;

 

– Em 2018, o DF tinha 466,60 km de ciclovias e em 2020, conta com 553,95 km.