Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
9/06/15 às 17h06 - Atualizado em 7/11/18 às 16h34

Governo faz adaptações para amenizar consequências da greve dos rodoviários

COMPARTILHAR

Metrô mantém carga máxima de trens e vias exclusivas estão liberadas até o meio-dia desta quarta-feira

(Com atualização)

Durante a greve geral dos rodoviários, órgãos do governo de Brasília mantiveram alternativas para amenizar os impactos da paralisação.

Na quarta-feira o Metrô-DF deve manter em operação um total de 26 trens, dois a mais do a capacidade máxima usada em dias normais, que é de 24 trens. A medida, excepcional e realizada pela primeira vez na história da Companhia do Metropolitano do Distrito Federal, permitiu o acréscimo de 2.800 usuários transportados durante o horário de pico, que será estendido até as 21h.
As faixas exclusivas da EPNB e EPTG também estão liberadas para outros veículos até o meio-dia da quarta-feira(10).

Como não houve necessidade ontem, o Metrô não pretende trabalhar com o excedente de carros por toda a manhã, mas já estuda a ampliação para o período da tarde, no retorno dos brasilienses para casa.

O Departamento de Estradas de Rodagem (DER) e o Departamento de Trânsito (Detran), responsáveis pelas faixas exclusivas do Distrito Federal, também analisam a possibilidade de manter os corredores autorizados para todos os carros por mais tempo.


Por Ádamo Araujo, da Agência Brasília

Leia também:

Marcada audiência de conciliação entre rodoviários e empresas nesta quarta-feira (10)